Jump to content
×
×
  • Create New...

[PT] O início


Recommended Posts

Minhas saudações a todos! Não informo meu nome por motivos de segurança, porém gostaria de me apresentar: Tenho 24 anos, sou formado em engenharia elétrica e sou um apaixonado por games, principalmente FPS e MMORPGs. Tive meu primeiro contato com algum tipo de game aos 8 anos, sendo o primeiro game que joguei foi o GTA III Liberty City. Com uma ótima primeira impressão do game, entrei de cabeça cedo no mundo dos games. Na escola sempre tive boas notas, não era um aluno excepcional, mas vejo que durante toda minha vida escolar e acadêmica perdi de utilizar meu potencial para adquirir mais conhecimento ou aproveitar melhor as oportunidades do estudo. 

Na escola sempre fui na minha, aquele gordinho quieto e sempre sozinho. Isso me afetou um pouco em meu convivio social, pois muitas vezes sofria bullying e era isolado. Foi um período bem complicado, carrego algumas cicatrizes dessa época até hoje, porém foi com o apoio dos meus pais e por minha força de vontade que superei muitas coisas que aconteceram e ainda acontecem. 

Deixando de lado a dramaturgia infantil, posso dizer que muitos games passaram em minha vida. Não vou listar todos que joguei, mas sim os que mais marcaram a minha vida: RuneScape, Counter Strike. Minha rotina gamer enquanto criança foi bastante controlada pelos meus pais. O único computador que tinhamos em casa possuia senha, só podia jogar nos fins de semana. Entre a segunda e sexta feira eram dias dedicados aos estudos, unicamente. Cansei de inventar mentiras aos meus pais para poder jogar, eles não acreditarem ou algumas vezes acreditarem para eu poder jogar. Muitas vezes fiz de tudo que era possível para poder descobrir a senha do computador. Imaginava qual era a senha, sonhava em estar descobrindo a senha. Chegava a sexta feira, era um misto de felicidade com ansiedade, por terminar todos as tarefas de casa e poder jogar. Quando ou meu pai, ou minha mãe colocava a senha no computador e eu sentava para jogar, sequer levantava para ir no banheiro, era algo inexplicável. E acreditem, isso tudo aconteceu na minha infância. Poder entrar no meu char do Runescape, evoluir, ir a terra selvagem (pvp) e matar outros jogadores, era algo incrível. Os anos foram passando, mas o vicio em jogar sempre continuava o mesmo. 

Um dos maiores problemas que enfrentei, hoje ainda enfrento, é receber críticas dos seus familiares, por te considerarem um viciado, um doente, ou qualquer outro adjetivo pejorativo pelo excesso de tempo utilizado para jogar. Não só isso, mas também como o quão prejudicial vejo, hoje, que o jogo é e já foi pra mim. Tive várias vezes que parei e voltei a jogar. Várias vezes que prometi nunca mais jogar e acabei voltando, as vezes em um jogo mobile qualquer. O vicio é algo que te faz tomar medidas drásticas para alimentá-lo. 

Uma das piores sensações dos games é a nostalgia. Sentir todo aquele tempo em frente ao computador, jogando um jogo que você adorava, que hoje já não existe mais ou que mudou completamente. 

Escrevo aqui por uma vasta experiência que tenho sobre largar os games. Eu sou o cara que não poder jogar 1 minuto sequer, não tenho controle sobre mim em respeito a jogos. Então comigo tive que tomar medidas drásticas para que eu pudesse sair de uma vida simulada, inexistente e de prazer imediato e mudar para a vida real, a qual é dificil, com muitas batalhas e que tudo é a longo prazo. Pago o preço até hoje por literalmente ter apenas lembranças de jogos da minha infância. Isso pra mim, atualmente, é algo que me deixa bem cético, pois para algumas pessoas pode não ser problema, mas pra mim é algo que me deixa um pouco chateado. Entretanto, como todos sabemos, o que aconteceu, o que está feito, não tem como mudar. Está escrito e não há como mudar. O que podemos fazer é mudar nosso presente, visando a um futuro melhor.

Estou escrevendo esse depoimento sem uma ordem lógica, apenas pelo que vem na minha mente, como um desabafo. Muitos leem e não tem coragem de fazer o mesmo. Façam, isso ajuda e muito, vocês não tem ideia do quanto isso nos encoraja. 

A todos que estão lendo e que identificaram-se em algum ponto do texto, saibam que a força de vontade para mudar vem de si, vem dos problemas que passamos e do anseio em mudar. 

Digo de antemão para todos: É HORRÍVEL FICAR SEM JOGAR, fica um vazio em você, parece que nada lhe satisfaz. Pra piorar, estamos em uma situação atual em que uma pandemia assola o mundo todo. Além disso, fiz uma cirurgia em meu joelho há mais ou menos 5 meses, reconstrução do ligamento cruzado anterior e do menisco medial, os quais ambos foram lesionados jogando bola. Então minha rotina acaba sendo bem limitada. Tenho ansiedade crônica desde os 15 anos, então eu desconto ou na comida, no café (chego a tomar 2L de café por dia, o que piora mais ainda) ou acabo roendo minhas unhas e ficar sem jogar agrava ainda mais. 

Porém, na vida, tudo tem seu lado bom e lado ruim. Os primeiros dias sem jogar qualquer coisa é terrível, tudo que for ruim, triplica, quadruplica em intensidade. Em meu caso, uns 7 dias depois eu começo a sentir uma grande melhora em meu raciocinio, no meu humor, no meu sono e com isso no meu relacionamento com meus pais e com minha namorada. Consigo focar na academia, porém ainda tenho uma dispersão quando vou ler algum livro ou estudar alguma coisa. 

Hoje, aos 24 anos, ainda sofro alguns problemas dos games, vivendo sempre entre parar e voltar. Escrevo aqui pois já tem 3 dias que não jogo mais nada. O último jogo que eu estava jogando se chamava Apex Legends. Qual foi a medida que tomei para não voltar nunca mais? Simples, mas extremamente drástica: bani minha conta utilizando softwares ilegais (ou hacks, como preferirem). Já que sou um cara que não sabe moderar o tempo em games, atitudes drásticas foram tomadas. Vou mantendo vocês atualizados sobre minha rotina fora dos games

Link to comment
Share on other sites

Peço desculpas a todos os leitores que ao lerem essa publicação tenham se sentido confuso em algum momento. Escrevi de acordo com as lembranças que vieram em minha mente.

 

Afim de manter uma ordem cronológica no fórum sobre meu detox, vou marcar hoje como o primeiro dia. Não vou estipular um prazo de detox, como 30, 60, 90 ou 180 dias. Vejamos se dessa vez consigo fazer o mais longo possível.

 

Dia 1: dia chuvoso, acabei não indo a academia. Vou sempre acompanhado da minha namorada, treinamos juntos. Fiquei em casa ajeitando algumas coisas em meu computador, apagando informações, históricos de navegadores, do youtube, tudo que fosse relacionado a games. Grande vontade de jogar, ainda mais em dias assim, frios e chuvosos. Isso torna a vontade de jogar bastante acolhedora e grande. Vejamos como sairei nas próximas 24 horas.

Link to comment
Share on other sites

Dia 3: Acordei com vontade de jogar, porém consigo controlar. Sinto uma melhora em meu humor e também não estou tão ansioso. Inclusive, um dos vicios que tinha era de tomar café enquanto jogava e isso diminuiu bastante. Posso dizer que era um dos gatilhos para ir jogar. Fui a academia com minha namorada e agora noite vou estudar um pouco para minha pós graduação. O dia foi e está sendo bem produtivo

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share