Jump to content

NEW INTERVIEW: Porn is destroying a generation... one erection at a time! w/ Gabe Deem

Volpe

[PT] Este não é um RPG

Recommended Posts

Dia 20

Sigo aqui. Às vezes quando penso na possibilidade de um dia voltar a jogar, isso me dá medo. Não quero que os jogos tomem conta de mim um dia. Acho que é importantíssimo fazer esse detox porque eu não quero arriscar a vida que estou recebendo. No dia 18, porém, eu passei boa parte do dia vendo um amigo jogar na minha frente. Recusei o controle, mas perdi tempo. Perdi tempo demais e não tenho conseguido dar conta das minhas obrigações.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho um grande amigo cujo passatempo favorito é jogar, e sei que sou uma de suas companhias favoritas para tal. Ele não sabe do meu problema, e não acho sequer que desconfie, portanto não sabe que estou tentando parar de jogar. Sempre que o encontro ele me dá indiretas a respeito, até me presenteou com um jogo na Steam (cuja conta não exclui, mas que não tenho instalada no computador para não cair em tentação). A questão é que sei que não devo participar de atividades relacionadas a jogos, mas também não quero perder a amizade. É uma situação complicada, e eu te entendo completamente. Mas acho que nesse momento você tem que se priorizar. É a sua vida e o seu futuro que está em jogo (desculpe pelo trocadilho de mau gosto), e você deve ser sua primeira e mais alta prioridade. Procure compartilhar experiências fora dos jogos, tente levar seus amigos a entender que você precisa de um tempo fora disso e não ceda às pressões. Ninguém tem que te entender, as pessoas tem que aceitar a SUA escolha e lidar com ela como puderem. É tempo de ser intransigente.

Continue firme e forte, cara. A gente consegue!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Valeu, Ambassador! Com esse amigo, ele não é um amigo tão próximo, mas que eu encontro em determinadas circunstâncias. Então, não é tão fácil buscar alternativas, mas vou continuar fazendo o mesmo, não jogando, estando com ele jogando ao lado.

--

Dia 27

Agora estou namorando. Essa é mais uma realidade que me puxa para longe dos jogos: quero que essa experiência seja a melhor possível e que eu possa me dedicar a isso. No meu namoro anterior, os jogos me distraíam, tiravam minha atenção das conversas com minha ex. Agora, não vou repetir o engano. Ela, inclusive, nunca expressou nenhuma afinidade com jogos, o que também ajuda.

Essa semana foi puxada pra mim, muita coisa pra fazer, e acabou sendo fácil não jogar: simplesmente não havia tempo. Essa acaba sendo uma solução infalível.

Edited by Volpe
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 hours ago, Volpe said:

Valeu, Ambassador! Com esse amigo, ele não é um amigo tão próximo, mas que eu encontro em determinadas circunstâncias. Então, não é tão fácil buscar alternativas, mas vou continuar fazendo o mesmo, não jogando, estando com ele jogando ao lado.

--

Dia 27

Agora estou namorando. Essa é mais uma realidade que me puxa para longe dos jogos: quero que essa experiência seja a melhor possível e que eu possa me dedicar a isso. No meu namoro anterior, os jogos me distraíam, tiravam minha atenção das conversas com minha ex. Agora, não vou repetir o engano. Ela, inclusive, nunca expressou nenhuma afinidade com jogos, o que também ajuda.

Essa semana foi puxada pra mim, muita coisa pra fazer, e acabou sendo fácil não jogar: simplesmente não havia tempo. Essa acaba sendo uma solução infalível.

 

Parabéns meu amigo, você já aguentou 27 dias e estava sozinho com sua namorada agora é muito fácil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado, Dig. As perspectivas são boas!

--

Dia 34

Essa semana eu comentei com uma amiga sobre não estar mais jogando. O assunto era: Perda de tempo. Ela contou que quando era mais nova costumava jogar, e a partir de um certo dia percebeu que aquilo era um desperdício da própria vida, quando poderia estar lidando com coisas que realmente importam. Isso vem de uma consciência de que nosso coração não deseja pouca coisa, deseja muito! E desde então, ela simplesmente parou de jogar. Assim, naturalmente mesmo. A mesma coisa aconteceu com séries. Hoje ela se sente incomodada quando acha que está perdendo tempo, desesperadamente incomodada. Acho isso uma qualidade, é uma ajuda para que valorizemos nosso próprio ser.

Com minha namorada não comentei sobre jogos porque realmente a gente nunca entrou no assunto: Ela nunca teve videogame, nunca foi muito de jogar. A vida foi marcada por esforço e luta, numa situação não muito fácil. Isso também atrai a minha admiração.

A minha dissertação está num estado frustrante agora. Um prazo curto demais, e já não posso mais contar com meu orientador, precisando mesmo me virar. Mas a procrastinação que mais me vem é a de rotina: Puxar um Instagram, um site de notícias, um Youtube... É ruim, me faz mal, mas não é doentio pelo menos. Os jogos nem passaram pela cabeça essa semana. Estou animado com esse detox. E acho que será bom estendê-lo até um ano pelo menos.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Calma lá, cara. Vamos analisar isso aí. Talvez tenha alguma lição aí que se possa aproveitar... Além do mais, você está há 62 dias sem jogar. Não é pouca coisa. E cada dia a mais é uma pequena vitória em si mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 hours ago, Ambassador said:

Calma lá, cara. Vamos analisar isso aí. Talvez tenha alguma lição aí que se possa aproveitar... Além do mais, você está há 62 dias sem jogar. Não é pouca coisa. E cada dia a mais é uma pequena vitória em si mesmo.

A outra luta é contra algo que me dói ainda mais. Me dói mais do que aqui, os jogos.

Dia 65 sem jogos, dia 1 sem PM

Ainda de manhã, mas já faço a postagem para "marcar território". Porém, sem saco para contar dos dias. Tenho um prazo ferrenho para amanhã, um trabalho que ainda não comecei.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara, eu pessoalmente acho que contar os dias é menos importante do que ter a consciência tranquila. Você vive o seu cotidiano, é onisciente de si mesmo. Sabe quais pressões enfrenta, quais motivos te levam a isso ou àquilo. Além do mais, pelo que venho testemunhando aqui no fórum, é muito difícil lutar várias batalhas ao mesmo tempo. Você está indo bem na luta contra os jogos, foque na sua vitória contra eles.

Agora, me parece que você tem um problema com procrastinação. Eu... bom, digamos que jogos e autopiedade me levaram a procrastinar a entrega do meu TCC por mais de 10 anos. Se eu puder te recomendar algo nessa seara que pode ser que te ajude (ajudou a mim), é um curso à distância do Coursera: https://www.coursera.org/learn/learning-how-to-learn

Esse curso me ajudou a compreender a procrastinação de uma maneira mais mecânica, e me ensinou algumas técnicas para lidar com ela. Se você ainda não conhecer, recomendo fortemente, não é muito longo e nem vai te tomar muito tempo a cada semana.

Edited by Ambassador

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 7/12/2019 at 9:54 PM, Ambassador said:

Cara, eu pessoalmente acho que contar os dias é menos importante do que ter a consciência tranquila. Você vive o seu cotidiano, é onisciente de si mesmo. Sabe quais pressões enfrenta, quais motivos te levam a isso ou àquilo. Além do mais, pelo que venho testemunhando aqui no fórum, é muito difícil lutar várias batalhas ao mesmo tempo. Você está indo bem na luta contra os jogos, foque na sua vitória contra eles.

Agora, me parece que você tem um problema com procrastinação. Eu... bom, digamos que jogos e autopiedade me levaram a procrastinar a entrega do meu TCC por mais de 10 anos. Se eu puder te recomendar algo nessa seara que pode ser que te ajude (ajudou a mim), é um curso à distância do Coursera: https://www.coursera.org/learn/learning-how-to-learn

Esse curso me ajudou a compreender a procrastinação de uma maneira mais mecânica, e me ensinou algumas técnicas para lidar com ela. Se você ainda não conhecer, recomendo fortemente, não é muito longo e nem vai te tomar muito tempo a cada semana.

Obrigado, Ambassador. Li sua resposta há um tempo pelo e-mail, mas não vim aqui responder. Na verdade, pensei em uma réplica, só que ela se perdeu com o tempo. Certamente, o meu problema é procrastinação. Já fiz terapia com psicóloga por conta dessa e de outras questões, e realmente isso está no cerne de tudo. Ainda assim, não é algo que se resolve da noite pro dia. Eu vou dar uma olhada depois nesse curso que você recomendou. Mas se eu pegar agora, vai ser mais um objeto de procrastinação. Eu entreguei a dissertação e vou defender em duas semanas. A apresentação não está pronta, longe disso. Estou travado nisso há um tempo, estacionado por semanas. Hoje dei mais uns passos de formiguinha.

Com relação ao primeiro parágrafo: Na questão dos jogos eu realmente estou fazendo o detox de 90 dias, e talvez depois decida jogar ou não. Não estou pensando nisso. Já a questão da pornografia e da masturbação eu quero arrancar de vez da minha vida. Não deixa dúvidas do quanto me fez mal e quero erradicar. É o que mais me dói também, então não é uma luta que vou abandonar. É sim a luta mais difícil, mas é a luta mais importante pra mim (inclusive acredito que essa dificuldade na minha vida é uma grande oportunidade de crescimento ao enfrentá-la). A diferença então era que o detox de 90 dias tem prazo de validade, um objetivo concreto no tempo. Talvez isso tenha facilitado. E ver como estou já mais perto de acabar do que do começo me dá mais força para evitar os jogos. Então acredito na importância de contar o tempo. E daí que agora vem uma mudança estratégica: Vou colocar uma meta de um mês para a luta contra PM. Eu já alcancei antes, mas agora será uma meta compartilhada, a concluir refletindo com minha namorada. Estou certo de que chegarei lá. Com isso, começo a contagem.

Dia 76 sem jogos, dia 8 sem PM

Ultimamente tenho consumido mais conteúdo relacionado a jogos. Vídeos e leituras. Mas não tenho jogado. E por incrível que pareça, tenho tido menos vontade de jogar. Uma coisa que fiz no meio do detox foi ver vídeos rápidos que resumissem jogos que eu gostaria de zerar, para tentar tirar a graça. Não digo que isso dê certo, mas serve como consolo.

A vontade de jogar tem se tornado mais controlada, na verdade vira uma negociação formal na minha cabeça. Isso também é uma dica de que o detox deva continuar por mais tempo que apenas 90 dias, para que as decisões sejam feitas com mais certeza.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 7/22/2019 at 11:18 PM, Volpe said:

Hoje dei mais uns passos de formiguinha.

Grandes vitórias são feitas de inúmeras vitórias pequenininhas. Boa sorte na preparação e que corra tudo bem na apresentação. Força, cara.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dia 81 sem jogos, dia 13 sem PM

Apenas marcando. Reta final. Sonhei um dia desses que eu tava jogando, bateu um repentino desesperinho por supostamente ter rompido a sequência, mas não aconteceu de verdade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dia 83 sem jogos, dia 0 sem PM

A queda já vinha antecipada há um tempo, sempre rodeando, rodeando...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...