Jump to content

Volpe

Members
  • Content Count

    72
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Brazil

Community Reputation

40 Excellent

About Volpe

  • Rank
    Member

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. I can play the guitar. It's not much, I could really have learned how to improve my guitar skills, but I've lost too much time with useless stuff (like gaming). I can only read the chords. Can't read notes and not even learn by my ear. But I found myself to be useful with my guitar sometimes. Twice a month I play somewhere, in the church or with friends. I've never uploaded a video with me playing, but some of the songs I most like to play are: Maria Maria, by Milton Nascimento Samba da Bênção, by Vinícius de Moraes Dear Prudence, by The Beatles Il Viaggio, by Claudio Chieffo I am the Walrus, by The Beatles I hope someday I have time to better myself in this. And maybe I can record myself playing.
  2. Volpe

    Captain's Log

    Day 34 This week I commented with a friend of mine about not playing anymore. The subject was: Loss of time. She told me that when she was younger, she used to play more often, and at some point, she figured out that that was only wasting her own life, when she could be dealing with things that really matter. This comes from a conscience of how our heart doesn't want little, but has a great desire! So, since then, she simply stopped playing, just like this. The same happened to tv series. Nowadays, she feels uneasy when she thinks that she's wasting time, desperately uncofortable. This is, for me, a quality. It helps us to value more our being. I didn't talk about gaming with my girlfriend (I started dating her two weeks ago) yet because we really never got into this theme. She's never got a video game, and she's not into gaming. Her life was full of struggle, in not such an easy situation. This also attracts my admiration. My essay is frustating me now. I have a too close deadline, and I can't count on my advisor anymore. so I'm all on my own. Procrastination still comes, but as Instagram, Youtube, news... That's bad, but not sick. Games haven't even got into my mind this week. I'm excited with this detox, and maybe it's the case to turn this into an 1-year-long-one.
  3. Obrigado, Dig. As perspectivas são boas! -- Dia 34 Essa semana eu comentei com uma amiga sobre não estar mais jogando. O assunto era: Perda de tempo. Ela contou que quando era mais nova costumava jogar, e a partir de um certo dia percebeu que aquilo era um desperdício da própria vida, quando poderia estar lidando com coisas que realmente importam. Isso vem de uma consciência de que nosso coração não deseja pouca coisa, deseja muito! E desde então, ela simplesmente parou de jogar. Assim, naturalmente mesmo. A mesma coisa aconteceu com séries. Hoje ela se sente incomodada quando acha que está perdendo tempo, desesperadamente incomodada. Acho isso uma qualidade, é uma ajuda para que valorizemos nosso próprio ser. Com minha namorada não comentei sobre jogos porque realmente a gente nunca entrou no assunto: Ela nunca teve videogame, nunca foi muito de jogar. A vida foi marcada por esforço e luta, numa situação não muito fácil. Isso também atrai a minha admiração. A minha dissertação está num estado frustrante agora. Um prazo curto demais, e já não posso mais contar com meu orientador, precisando mesmo me virar. Mas a procrastinação que mais me vem é a de rotina: Puxar um Instagram, um site de notícias, um Youtube... É ruim, me faz mal, mas não é doentio pelo menos. Os jogos nem passaram pela cabeça essa semana. Estou animado com esse detox. E acho que será bom estendê-lo até um ano pelo menos.
  4. Valeu, Ambassador! Com esse amigo, ele não é um amigo tão próximo, mas que eu encontro em determinadas circunstâncias. Então, não é tão fácil buscar alternativas, mas vou continuar fazendo o mesmo, não jogando, estando com ele jogando ao lado. -- Dia 27 Agora estou namorando. Essa é mais uma realidade que me puxa para longe dos jogos: quero que essa experiência seja a melhor possível e que eu possa me dedicar a isso. No meu namoro anterior, os jogos me distraíam, tiravam minha atenção das conversas com minha ex. Agora, não vou repetir o engano. Ela, inclusive, nunca expressou nenhuma afinidade com jogos, o que também ajuda. Essa semana foi puxada pra mim, muita coisa pra fazer, e acabou sendo fácil não jogar: simplesmente não havia tempo. Essa acaba sendo uma solução infalível.
  5. Volpe

    Captain's Log

    Day 20 (translation from the Dia 20 at "Isto não é um RPG") I'm still here. Sometimes when I think of playing again, the idea makes me feel afraid. I don't want gaming to take control of me someday. I think it's crucial for me to make his detox, since I don't want to risk the life I am achieving (and receiving as a present). In the day 18, saturday, though, I spent most of the day watching a friend of mine playing besides me. I refused the joystick, but I've lost time. I've wasted too much time and I haven't been able to keep up to my responsabilities and goals.
  6. Dia 20 Sigo aqui. Às vezes quando penso na possibilidade de um dia voltar a jogar, isso me dá medo. Não quero que os jogos tomem conta de mim um dia. Acho que é importantíssimo fazer esse detox porque eu não quero arriscar a vida que estou recebendo. No dia 18, porém, eu passei boa parte do dia vendo um amigo jogar na minha frente. Recusei o controle, mas perdi tempo. Perdi tempo demais e não tenho conseguido dar conta das minhas obrigações.
  7. Volpe

    Captain's Log

    Day 17 One more week passed by. And a great week. It's hard to want to play when do many good things are happening. The worst case is missing some aspects from some games. But I've been doing two things that aren't recommended: listening to game soundtracks and watching almost daily a specific funny commented gameplay video channel. This is also a hard habit to break. But I keep determined with my detox. I don't want to lose the good things, and I really don't have time to play video games.
  8. Dia 17 Mais uma semana se passou. E foi uma semana incrível. Difícil querer jogar quando há tanta coisa boa acontecendo. No máximo bate uma saudade de alguns aspectos dos jogos. Uma coisa, porém, que eu ainda faço (e que tenho certeza que está errada, mas é um hábito difícil de quebrar) é assistir vídeos de gameplay comentado (com um cara engraçado que me faz ainda assistir) e ouvir música de jogo. Ainda assim, sigo determinado com o Detox. As coisas boas que tem acontecido eu não quero perder, e não tenho tempo para jogos.
  9. Dia 10 Agora que já passou mais de uma semana, parece que nada vai parar esse detox. Pelo menos ir até o dia 30 parece tranquilo. A semana foi boa, produtiva. Ansiosa, barulhenta, mas feliz. Tenho conseguido cumprir com as tarefas, tenho usado GTD com alguns pingos de SCRUM e os aplicativos SaveMyTime, Thirty e Fabulous para ajudar com os hábitos (inclusive, SaveMyTime realmente está me tirando do celular e combatendo a procrastinação, o que é ótimo). A luta agora é contra qualquer procrastinação. Quero que meu tempo seja gasto com minha vida pessoal ou minha vida profissional, de verdade. Tive vez ou outra vontade de jogar (hoje foi uma dessas vezes), mas eu digo a mim mesmo que vou poder fazer isso depois do detox.
  10. Wow, this is a very ambitious initiative, so many detox'es at the same time! Good luck, I hope you do well, and I believe all this will lead you to big success. Addictions aside, avoiding junk food is the hardest commitment. I'd not leave a cheat meal, but setting a criteria that allows me to eat not so well if this is the only possible meal I can have. Having a cheat meal might be dangerous. But this is only my opinion. Oh, just commenting, when I first saw your post, I read "7 days since i sang pop" 😂
  11. Volpe

    Captain's Log

    This is a translation of mine. The Day 6 Started again a few times, but this is already a good number by now. It's been almost a week since the beginning of this trial. An important thing to find out was that this is a 90-day-detox. If I want to, I can, after these 90 days, get back to play. This way, I don't feel that afraid with the idea, and it works. Now, I see my cravings as a bad thing, like a symptom. My days are improving right now, I'm living better. I'm using my paper journal more than this forum, but I'll keep in touch from time to time.
  12. Dia 6 Já há quase uma semana estou fazendo esse afastamento. Uma coisa importante foi perceber que no fundo é um detox de 90 dias. Se eu quiser, depois desses 90 dias, posso voltar a jogar. Assim, fico menos chocado, é o que tem funcionado. Agora, vejo a vontade de jogar com maus olhos, é mais um sintoma de algo que me faz mal. Os dias tem sido melhores, tenho vivido melhor. E tenho trocado esse ambiente aqui por meu diário em papel. Vou manter contato sempre que oportuno.
  13. Infelizmente, dia de falha, que começou errado por minha preguiça: Eu não defini bem a rotina a seguir, como abrir o dia e enrolei por tempo demais as minhas tarefas. Primeiro, já joguei pro algo a minha restrição à internet, perdi muito tempo e depois todo o resto caiu. No final das contas, eu joguei apenas dois minutos antes de dizer chega, mas já tava feita a merda: Eram 6 da noite e eu não tinha feito nada de útil, além de ter comido mal. Começo novamente agora, mas tomando as precauções no geral. Atitudes são necessárias.
  14. Yeah, memento mori. You have this friend of yours that plays and is the one who is still next to you. I tell you what, getting success in leaving gaming behind might help him. You don't need to say anything, but only living better will serve as an inspiration. I wish you the best on your journey.
  15. Hey, Dennis! Welcome and thank you for your contribution! I have this same dilemma, I scored 5/9 in the quiz and I'm not sure to call it an addiction. So, I'm not calling this an addiction with all the weight that this word carries. But I decided to do 90-day detox, since it'd be good for me. I'll invest the saved time in more important things, and I'll have a glimpse on whether it is an addiction or not through the difficulty on letting it go. That'll require commitment from me, 'cause only being really serious to it I can use it as a measure of how I miss games in my life. I was never too much into MMORPG, so I don't have that social aspect on gaming, since most of the games I used to play were totally offline, by far. Your compulsion on "having it all" (the best gun, the whole game series) doesn't look healthy, so advise you to take your time.
×
×
  • Create New...